Risco das Organizações usarem programas piratas

Risco das Organizações usarem programas piratas

06/08/2018
|
0 Comentários
|

Desde de que a informática e a internet deixaram de ser um luxo na vida das pessoas e tornaram-se uma necessidade, as pessoas cada vez mais acostumaram-se a investir em algo mais tecnológico, mais atual e mais moderno, mas investir em algo que não é palpável por exemplo em um programa ou software é algo pouco comum no dia a dia dos brasileiros.

Economizar dinheiro na hora de investir em um software pode parecer uma grande ideia, porém o barato pode sair bem caro. Um dado que assusta é o fato de que a pirataria de softwares atinge 53% do mercado nacional, pesquisa feita pela BSA (The Software Alliance).

Os prejuízos causados pelo uso de softwares piratas além de afetarem a economia também afetam os usuários. Normalmente os instaladores acompanham vírus ou malwares que ficam ocultos no sistema. Dentre alguns problemas que podem ser causados estão: lentidão no sistema, propagandas incessantes e também roubo de informações.

Um grande problema que pode ser causado para uma empresa ao usar um software pirata é o problema com a justiça. A pena para uso de software pirata em muitos casos é dupla: multa e prisão.

O artigo 9 da lei 9.609/1998 trata sobre a proteção da propriedade intelectual, nele é dito que cada software vendido deve ter uma cota por licença paga, caso essa cota não seja paga e não seja possível descobrir quantas cópias foram vendidas, a pessoa deve pagar o valor de três mil exemplares.

No caso da Microsoft, a fiscalização e o combate ao uso de softwares piratas, intensificou-se por meio do uso de novos parceiros. Empresas de várias partes do Brasil, de todos os portes, monitoram as denúncias de uso de softwares irregulares. O objetivo é entrar em contato com a empresa denunciada e oferecer a licença para que o programa fique em conformidade, caso a pessoal não aceite, a Microsoft pode acionar a justiça.

As penas para uso de software irregular variam de seis meses a 2 anos e multa. Em caso de comércio de programas piratas varia de 1 a 4 anos e multa também. As penas são bem severas, o melhor a se fazer é contar com uma empresa que cuide da sua T.I e monitore a licença de seus programas.

Curta e siga a gente nas redes sociais
59

Deixe uma resposta

Siga-nos nas redes sociais

Facebook234
Facebook
YouTube
YouTube
LinkedIn814
Instagram415