Maneiras de melhorar performance com o Zend Server

Performance com Zend Server - Blog ETTBrasil

Maneiras de melhorar performance com o Zend Server

31/01/2017
|
0 Comentários
|

O Zend Server já é conhecido por possuir uma série de recursos que ajudam a aumentar consideravelmente a performance das aplicações PHP. Veja abaixo como aproveitar ao máximo essas capacidades, conhecendo em resumo as características do Zend Server que permite isso.

 

1) Rastreamento de Código (Code Tracing)

Com este recurso, o Zend Server consegue registrar detalhadamente toda a execução real da sua aplicação PHP, o que também ajuda a identificar a causa real dos erros. O Code Tracing pode ser ativado manualmente ou automaticamente quando ocorre algum problema, a fim de capturar funções de chamadas, argumentos, valores retornados, uso de memória, tempo de execução e muito mais.

 

2) Cache de Página

O Zend Server consegue fazer o cache de todos os outputs (saídas) de scripts PHP enquanto mantém a capacidade dinâmica da aplicação através de um conjunto de regras elaborado.

O Cache de Página é diferente de outras alternativas de cache (como por exemplo, Zend Server Data Cache e Zend Framework Zend Cache), pois não requer nenhuma alteração no código e pode facilmente ser aplicado em uma aplicação já existente. E ainda, enquanto outras soluções de cache continua rodando alguns códigos em execuções recorrentes, o Cache de Página não executa códigos para mostrar o conteúdo, o que resulta em aumento de performance.

 

3) Cache de Dados

Usado para diferentes tipos de dados (strings, arrays, objects), como também para outputs de scripts ou ainda elementos de outputs dos scripts de diferentes duração.

O Cache de Dados (Data Caching) é primordialmente usado quando se torna inviável fazer um cache de todos os outputs da página, seja quando as sessões do script é totalmente dinâmicas ou quando as condições para fazer o cache de script são muito numerosas.

Um exemplo real da inviabilidade do uso do Cache de Página é quando se trabalha com dados como endereço, nome completo, identidade e cartão de crédito do usuário final, em que se evita guardar esses dados em cache, por questões de segurança.

 

4) Fila de Tarefas (Job Queue)

É um componente que possibilita um processo assíncrono e offline de tarefas e atividades que podem ser executadas independentemente da experiência de uso do usuário final. Ou seja, fornece a capacidade de atrasar a execução de partes pesadas da aplicação originada da interação do usuário com um servidor web (sem que seja necessário uma resposta imediata ao usuário final), e assim, diminuir o tempo de resposta e reduzir a carga do servidor web.

Qualquer script PHP pode criar uma tarefa que será executada depois, separadamente de qualquer pedido (request) HTTP.

 

5) Relação PHP 7 e Zend

O Zend Server o único a possuir todo o ambiente certificado, seguro e completo do PHP 7 e tem um suporte de nível empresarial. Além disso, incorpora extensões PHP que foram testadas e otimizadas.

Ademais, o próprio PHP 7 aumentou bastante a performance das aplicações PHP.

 

6) Z-Ray

Não seria possível deixar de citar a poderosa e simples ferramenta Z-Ray. Que ajuda a encontrar problemas de desempenho logo no início do ciclo de desenvolvimento, fornecendo uma visão profunda e ao vivo de todos os elementos do script PHP.

 

7) Monitoramento

Por fim, o serviço integrado de monitoramento do Zend Server, que permite acompanhar eventos relacionados ao desempenho (indicadores que podem ser criados e definidos por você). Consegue-se identificar um comportamento não esperado, que excedeu ou sai dos padrões aceitáveis dos seus indicadores.

É possível, por exemplo, procurar especificamente quais solicitações estão levando uma grande quantidade de tempo e, em seguida, rastrear o código para ver qual linha exata está causando o problema.

Essas são algumas das características e ferramentas do Zend Server que ajudam a maximizar a performance das suas aplicações PHP.

 

O que achou? Já trabalha com o Zend Server?



Saiba como a ETTBrasil ajudou o Ministério da Educação a melhorar a performance, monitorar e estabilizar suas aplicações PHP. Acesse aqui este Estudo de Caso.

Leave a Reply